quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Monstros no porão


"Mas deixe-me lhes confessar um segredo: não há nenhum monstro no porão. Eles não gostam de lá, podem confiar. Monstros são criaturas tão desagradáveis que mesmo que existam – o que eu duvido muito, são grotescos demais para existirem, não? – você muito provavelmente nunca veria um. Ouvi dizer que não gostam de crianças. Então, se vocês realmente acreditam que monstros existem e tem medo deles não se preocupe, é muito improvável você ver um. E, mesmo se ver, é só fazer uma careta assustadora que eles vão embora... Não gostam de caretas feias e assustadoras. "

terça-feira, 14 de junho de 2011

10 Redações!

Esse post talvez seja meio egoísta... Por isso peço desculpas adiantadas; rsrs. Eu não pude resistir - ou não quis, porque, bem a curiosidade foi maior. Eu vou explicar melhor a situação: nosso prof. de Redação (um dos melhores existentes!) nos mandou uma tarefinha nada simples, escrever dez dissertações! Eu estava lendo uma delas agora... e, hm, eu queria saber a opinião de vocês. O que acharam?

Ps: Desculpaaa, Tathy, não fique muito brava comigo. Com amor, Sophia. rsrsrs


TEMA: O uso de drogas, que cresce desenfreadamente nos grandes centros urbanos, prova a ausência de conscientização. O governo não investe em prevenção e os familiares dos dependentes químicos fecham os olhos para o problema, possivelmente fatal.

Drogas: refúgio ou armadilha?

Em uma realidade envolta em uma teia de problemas, a maioria interligada entre si, o uso de drogas prevalece como uma fuga da vida real. Cada vez mais jovens buscam refúgios em substâncias químicas, procurando desesperadamente um meio de se desligarem dos conflitos familiares ou escolares, do bullying e das demais formas de violência. Contudo, esse assim dito refúgio leva a caminhos obscuros e, não raramente, à morte.

Embora as drogas causem uma sensação prazerosa a princípio, é algo momentâneo, que vai causar dependência e que não vai resolver problema algum – pelo contrário, atrairá e acumulará uma dúzia deles. É uma armadilha que culmina em um mundo ilícito e violento, sem leis e inconseqüente, no qual só há uma bifurcação: prisão ou morte; a menos, entretanto, que se tome um atalho e fuja antes da divisão, procurando ajuda.

A ajuda, porém, deve vir de fora, e ser impulsionada pelos familiares e auxílios governamentais. Mas, quando esses não estão atentos ao problema, a solução fica difícil, e é isso que acontece no Brasil. O valor da família se encontra desmoralizado e em grande parcela já não existe preocupação ou amor. O governo, corrompido pela desonestidade, não busca senão seus interesses, e os deveres governamentais perante ao país são simplesmente ignorados ou preenchidos com retalhos – que não demoram a despedaçar.

Com tantos problemas e perigos à espreita, não se pode negar que substâncias químicas não sejam uma tentação. Para os mais ingênuos, a solução fácil e óbvia; para outros, um ato de rebeldia ou mesmo de protesto contra todos os males mal-combatidos assomados no mundo. Mas essa é uma solução errada, uma falsa resposta. E para eliminar o uso de substâncias químicas basta conscientizar sobre a real forma de resolver a impureza global: através da educação.

Por : Sophia

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Novas Postagens

Oii, gente! Bom, andamos um pouquinho ausente (escola, provas, atividades, trabalhos, academia, inglês, tumblr... enfim, um monte de afazeres e distrações), mas agora resolvemos, enfim, retomar o blog. Novas postagens estarão disponíveis a partir de agora. :) o post foi só pra explicar e pedir desculpas.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Aiai... parece que hoje em dia quase tudo tem concerto, e além do mais concerta-se tudo num piscar de olhos. Mas que infelicidade mais azarenta essa a minha, que tem a única coisa sem solução!
É nessas horas que tudo o que eu queria era que o print da nossa época feliz funcionasse de verdade...

por: Thaty Fruit

Interessante...

eu só imagino todos tentando beber perfume, encher o tanque do carro com ele...



As não-mudanças da minha vida

Talvez tudo muda...
Talvez venha gente me dizer que é bom e que eu tenho que achar isso também



Talvez mudem os costumes, a moda, as virtudes e crenças, os amores... e talvez todos continuem achando bom, e que eu devo achar também



Talvez onde é frio fique quente e onde é quente fique frio, talvez o mundo mude e talvez até os poetas também, porque sua fonte de inspiração não é mais a mesma e, talvez eles achem isso bom e, talvez até me digam que eu devo achar também



Talvez depois de um tempo, os amados rasguem suas fotos, talvez se esqueçam um do outro... talvez.
Talvez até achem normal, mais um romance banal e se apaixonem de novo em dois dias
Talvez as lembranças serão esquecidas, e como esquecerão o que é amar, acharão isso bom, e me dirão para achar também.


O problema é que eu não acho e nem vou achar
Eu estou muito bem e não vou mudar
Meu amor é fixo e é pra ficar
não vê?
nem em cem ou mil anos
vou esquecer
você
espero que não esqueça de mim
e mesmo que no mundo não mais amor exista
não se preocupe e veja a linda vista
que a nossa casinha amarela tem pro nosso florido quintal.

por: Thaty Fruit


sexta-feira, 15 de abril de 2011

A nova galera do funk

tuntz, tuntz, tu-tu-tu-tuntz

Uma linda paródia

Caímos todas iguais, caímos todas iguais, pra um lado e pro outro que de costas dói mais...

Como descer de uma montanha russa com estilo

pois é... eu acho que o jogo tá mais emocionante, muita adrenalina!


- Eeeei, vai cair, vai cair!
- Eu sei, é uma montanha russa, dããã!
- Não a montanha russa, as peças do jooooooooooogo!!!

Tudo depende do ponto de vista...


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, Todos precisam descansaaaaar! Provas, provas, provas, aulas, mais aulas!!!
Que tal uma folguinha?!!

domingo, 20 de março de 2011

Doces


Qual é o doce mais doce que o doce de batata doce?
resp. É o doce de batata doce, oras!

Bem, como os docinhos sempre nos alegram aí vão algumas combinações possivelmente legais:
  • Doce de banana para dividir com aquela galera bacana
  • Doce de goiaba para não esconder a baba
  • Pavê para dividir só com você
  • Beijinho... bem, tá na cara né?!
  • Brigadeiro para curar dor de cotovelo
  • Chocolate para quando bater a saudade
  • Bombom só pra dar o tom
  • Trufas de avelã para começar a manhã
  • Quero-mais para dividir com aquela pessoa que é mais que demais!!

As rimas foram meio bobas, mas é que eu queria muuuuito falar sobre docinhos... É que eu acho que eles têm que ter seu papel reconhecido na sociedade sabe, entao... Isso é uma homenagem para todos os doces da Terra.. ou, bem... aqueles que se consideram doces também estão inclusos (não é pizza de chocolaaaate?? tsc tsc), a vida é muito mais bonita quando a gente adocica, meu amor, adocica!

por: Thaty Fruit

Sonho de uma noite de verão

Sempre se soube que Jõao era apaixonado por Maria, só que Maria não gostava de Jõao. Não gostava de Jõao porque amava José e esse não gostava de Maria porque só pensava em Serafina, que passava todas as horas sonhando com o Tonhão. Grande infelicidade essa para todos os presentes na história; só que a história não acaba aqui, porque Tonhão gostava de Isi, que não gostava de ninguém. Boa ideia da Isi foi falar com uma fadinha que sempre passeava pela cidade onde todos esses apaixonados e desapaixonados moravam. A fadinha então, resolveu consertar essa história: a Maria, certo dia, correspondeu o Jõao; a Serafina, aquela mesma, que sonhava o dia todo com o Tonhão, passou a sonhar com José, aí na deixa, a Isi, grande heroína desta pequena história que lhes conto, de repentemente olhou pro lado e viu o novo - e primeiro- amor da sua vida: o Tonhão. Agora que tudo se acertou, e todo mundo se apaixonou e foi correspondido no meio dessa muito confusa confusão, eu que sou a fadinha citada, e que gosta muito de rimar, lhes digo que acabou o nosso sonho de uma noite de verão.

por: Thaty Fruit

PS.: Essa história, quem me contou foi a fadinha Naná, que gosta muito de se meter a cupido com todos! A sorte foi que deu tudo certo no final. Tudo graças a Isi... ou não, eu particularmente apoio a fadinha Naná, sabe? Porque ela que fez aqueles feitiços pra que todo mundo tivesse um final feliz! Até a Isi, grande heroína da história, foi ajudada pela Naná, e acabou encontrando o tonhão nao é?! Aiai, talvez eu só apoie essa fadinha danada porque eu também tenho esse lado cupido incurável...

quinta-feira, 17 de março de 2011

sábado, 12 de março de 2011

sorria

... e se eu te dizer que o teu sorriso é aquilo que começa meu dia, e se eu te dizer que eu nao consigo te ver sorrindo sem sorrir também, e se eu te dizer que quando você sorri parece que o mundo inteiro está bem e isso sem mencionar aquele friozinho na barriga??? Você sorri pra mim?

sexta-feira, 11 de março de 2011

desabafo


Mudaram as estações e tudo mudou. Culpa de quem? prefiro não mergulhar nessa questão outra vez. O fato é que eu estou cansada de achar motivos pra gostar de alguem que eu preciso tentar desgostar. Um dia bem, duas semanas mal. Não dá. Nao mais. estou ao seu lado, mas a distancia é imensa, seu olhar é proximo, e mesmo assim distante, impessoal. Nao vou me enganar pela milésima vez. Faça esse favor pra mim, pra nós! Pare de me iludir, ou se quer ou não, nao existe meios termos em assuntos passionais. Entenda isso! Me deixe esquecê-lo. Não me faça acreditar em algo tão momentâneo quanto suas palavras, eu só irei me magoar, me arrepender. Se o que diz tem pelo menos um pouquinhozinho de verdade e você se importa comigo então tambem me esqueça. Isso é um desabafo...

terça-feira, 8 de março de 2011

Piadinhas Nonsense

NOOOOOON....SEEEEEEEENNNNN....SEEEEEE!

Piada 1

- Alô, posso falar com o Caio?
- É o próprio.
- Ah, oi, Próprio. Pode passar para o Caio?

(ahnnnnnnnnnnnnn.....)

Piada 2

Tinha um trem navegando no espaço... estouraram quatro pneus... quantas bananas sobraram?
Resposta: Nenhuma, porque pipoca não tem antena

(realmenteee... nunca vi pipoca com antena... seria estranho, né?!)

Piada 3

O que é um elefante em cima de uma árvore?
Um elefante a menos na face da Terra.

O que é que são 2 elefantes em cima de uma árvore?
Dois elefantes a menos na terra...

E o que é são 3 elefantes em cima da mesma árvore?
Uma árvore a menos na Terra!

(adoro piadas de elefantes!)

Fonte: Google e fóruns

segunda-feira, 7 de março de 2011

sábado, 5 de março de 2011

Please...



"...Please don't be in love with someone else.
Please don't have somebody waiting on you..."

(Enchanted, Taylor Swift)

Oh...



Did you?


"Você já parou pra pensa na garota que esta ao seu lado ? Nos carinhos que ela te dá, nas confusões que cria por você. Você já deu valor para as crises de ciúmes? Já prestou atenção no jeito que ela sorri? Na cara feia de brava? No jeito que ela fala quando quer alguma coisa? Nas indiretas que são sempre diretas? Você já disse que o cabelo dela estava lindo? Que gosta e aceita como ela é? Que você gostou da surpresa que ela te fez? Já imaginou que aquele garoto apaixonado por ela dava tudo pra estar em seu lugar? Já pensou que ele adoraria ser amado por ela e ter a oportunidade de dizer que a ama? Você já pensou que se você não der carinho, atenção, cuidado ela pode se sentir sozinha? Que sua ausência pode machuca-la? Que uma palavra sua pode deixar o dia dela mais feliz ou mais triste ? Que sua indiferença pode ofende-lá ? Você ja tentou viver sem ela? Sem os beijos e os carinhos dela? Por que só assim você vai parar pra pensar, na garota que esta ao seu lado."

(Desconhecido)

sexta-feira, 4 de março de 2011

Poças

Às vezes a gente simplesmente tem que arriscar...
e lidar com as conseqüências.

terça-feira, 1 de março de 2011

Meu querido diário

Meu querido Diário,
Eu nunca achei que fosse dizer isso, principalmente depois de ter dito que não se pode perder tempo com besteiras, não se deve deixar passar o tempo em que se podia estar estudando e competindo e tentando melhorar. Mas... mas... passar o dia com ele foi tão maravilhoso, tão especial!
Passar horas conversando foi tão fácil como se já nos conhecessemos há séculos, andar na areia da praia descalça, coisa que nunca me dera vontade de fazer antes. Rir de verdade!!
Eu acho que descobri que estava errada. A tarde que eu passei hoje é a tarde que resume minha vida. Não apenas por ter sido o melhor momento dela, mas por ter sido o único em que eu realmente vivi.
E eu tenho certeza que isso é tudo culpa dele! Ele que me fez sair da rotina, ele que me fez abrir os olhos, ele que me fez pular sem medo só por dizer que estaria ali pra me segurar... e eu fui.
Ele com aquele sorriso de lado, que sempre me apanhava surpresa, que sempre me impressionava e me fazia rir. Ele que me provocou a sair do meu mundinho pequeno, ele que me ensinou a ver o pôr do sol, ele que decidiu me amar, e eu que, curiosa, sem perceber, ou já percebendo (não sei), também fui me apaixonar.
Thaty Fruit

Já pensou se o mundo não fosse assim, diferente?
E não tivesse possibildades diferentes,
pessoas diferentes,
lugares diferentes?
já pensou se todos fossem iguais?
pensassem coisas iguais,
fizessem tudo igual?
é...
a verdade é que isso me preocupa porque você não é igual a mim... e é simplesmente isso que me encanta: você não quer ser igual a mim. Você tem suas opiniões e é lindo como luta por elas, você se veste do seu jeitinho e não se importa se eu reclamo, apenas sorri, o que me faz sorrir também.
eu sei que se tudo fosse igual, nosso amor não seria tão especial, tão diferente e único. Você simplesmente me completa, me preenche, você é aquilo que eu não sou.
Você me dá o sol, enquanto eu ofereço a lua, você me dá o riso, enquanto eu lhe dou meu sorriso.
é engraçado, e eu espero que continue assim.
Thaty Fruit

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Segredos


"A verdade é que é um segredo. Não admito – tenho medo de contar. Medo de que, ao pronunciar as palavras, deixe-as livres e elas fujam levando consigo seu significado. Medo que se percam no mundo e eu nunca mais as ache. Medo de que sejam vulgarizadas. Medo de que mudem minhas perspectivas sobre elas. Não suportaria que não fossem verdade. Não suportaria que as pessoas olhassem e tornassem desgastassem. Pode não parecer de fora, mas sei que o que temos é especial. Por isso é um segredo. Ninguém mais entende. Ninguém entenderia. Só nós dois."

Sophia T. Wright

Guess it!!!


"Boy: i wanna be a super hero, guess my name.
Girl:Superman?! Ironman?!...
Boy: (smile) YOURMAN"

Conflitos Adolescentes

" Eu queria ter sonhos, me casar, ter filhos, ir a festas, me apaixonar. E tinha medo do escuro.
AGORA SOU ADOLESCENTE
E tenho medo dos meus sonhos, medo de me casar, medo de ter filhos, medo de ir a festas e medo de me apaixonar"

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Just love...


"Quando ela estiver envergonhada:
Fale: Eu te amo.
Quando ela fugir de você :
Siga ela.
Quando ela estiver com o rosto perto do seu:
Beije-a.
Quando ela te bater ou te chutar:
Segure ela firme.
Quando ela estiver quieta…
Ela está pensando como dizer: Eu te amo.
Quando ela te ignora:
Ela quer toda a sua atenção.
Quando ela quer ir embora:
Segure ela pela cintura e nunca deixe ela ir
Quando você a vê muito mal…
Diga que ela é maravilhosa.
Quando ela grita com você :
Diga a ela que você a ama, mas com essa intenção.
Quando você a vê andando…
Vá por trás dela, segure-a e beijei-a.
Quando ela esta com medo:
Segure-a e diga que está tudo bem, que você está com ela.
Quando ela está preocupada com algo:
Beije-a e diga para ela não se preocupar.
Enquanto ela segura suas mãos:
Brinque com seus dedos.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Will you be there?


"In our darkest hour
In my deepest despair
Will you still care?
Will you be there?
In my trials and my tribulations
Through our doubts and frustrations
In my violence
In my turbulence
Through my fear and my confessions
In my anguish and my pain
Through my joy and my sorrow
In the promise of another tomorrow
I'll never let you part
For you're always in my heart"

(Will you be there?, Michael Jackson)

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

eu queria...

Eu queria... ter uma amizade pra sempre, ter um ter um passado presente, talvez cartas de presente, e sempre a felicidade presente!
E amar e ser amado, e gostar e ser gostado e beijar e ser beijado e ouvir e ser ouvido e se doar sem ser ferido e escrever e fazer sentido e achar razão sem motivo e querer mais que poder, mas sentir-se feliz em apenas já ter, aquilo que move e faz mover, preocupa sem perceber, que é difícil, mas tão fácil que dá prazer.
E sorrir com o teu sorriso e viver de improviso e não querer que o hoje acabe, mas também querer que amanha comece e que a rotina se repete e a alegria permanece em mais um dia contigo.
E as estações mudam, e as folhas caem, e os anos passam e os apaixonados se distraem, e olham nos olhos um do outro e encontram a certeza de que todo o ouro, todo tesouro, está ali à distancia de um olhar, e só basta pensar nisso, assim, num dia normal, pra saber que vou te amar.



por: Thaty Fruit

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Você faria isso?

"Um namorado desafiou a sua namorada de viver um dia sem ele. Sem qualquer tipo de comunicação e disse que se ela fizesse isso, a amaria para sempre. A namorada aceitou. Ela não ligou ou mandou mensagens para ele por todo dia, sem saber que seu namorado tinha apenas 24 horas de vida por que estava sofrendo de câncer. Ela foi a casa de seu namorado feliz no dia seguinte. Lágrimas caíram enquanto ela o viu deitado com uma nota ao seu lado: 'Você conseguiu, amor. E agora, você consegue fazer isso todo dia? Eu te amo'"

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Mais um post roubado rsrs...


Você tem medo de se apaixonar. Medo de sofrer o que não está acostumada. Medo de se conhecer e esquecer outra vez. Medo de sacrificar a amizade. Medo de perder a vontade de trabalhar, de aguardar que alguma coisa mude de repente, de alterar o trajeto para apressar encontros. Medo se o telefone toca, se o telefone não toca. Medo da curiosidade, de ouvir o nome dele em qualquer conversa. Medo de inventar desculpa para se ver livre do medo. Medo de se sentir observada em excesso, de descobrir que a nudez ainda é pouca perto de um olhar insistente. Não suportar ser olhada com esmero e devoção. Nem os anjos, nem Deus agüentam uma reza por mais de duas horas. Medo de ser engolida como se fosse líquido, de ser beijada como se fosse líquen, de ser tragada como se fosse leve. Você tem medo de se apaixonar por si mesma logo agora que tinha desistido de sua vida. Medo de enfrentar a infância, o seio que criou para aquecer as mãos quando criança, medo de ser a última a vir para a mesa, a última a voltar da rua, a última a chorar. Você tem medo de se apaixonar e não prever o que pode sumir, o que pode desaparecer. Medo de se roubar para dar a ele, de ser roubada e pedir de volta. Medo de que ele seja um canalha, medo de que seja um poeta, medo de que seja amoroso, medo de que seja um pilantra, incerta do que realmente quer, talvez todos em um único homem, todos um pouco por dia. Medo do imprevisível que foi planejado. Medo de que ele morda os lábios e prove o seu sangue. Você tem medo de oferecer o lado mais fraco do corpo. O corpo mais lado da fraqueza. Medo de que ele seja o homem certo na hora errada, a hora certa para o homem errado. Medo de se ultrapassar e se esperar por anos, até que você antes disso e você depois disso possam se coincidir novamente. Medo de largar o tédio, afinal você e o tédio enfim se entendiam. Medo de que ele inspire a violência da posse, a violência do egoísmo, que não queira repartir ele com mais ninguém, nem com seu passado. Medo de que não queira se repartir com mais ninguém, além dele. Medo de que ele seja melhor do que suas respostas, pior do que as suas dúvidas. Medo de que ele não seja vulgar para escorraçar mas deliciosamente rude para chamar, que ele se vire para não dormir, que ele se acorde ao escutar sua voz. Medo de ser sugada como se fosse pólen, soprada como se fosse brasa, recolhida como se fosse paz. Medo de ser destruída, aniquilada, devastada e não reclamar da beleza das ruínas. Medo de ser antecipada e ficar sem ter o que dizer. Medo de não ser interessante o suficiente para prender sua atenção. Medo da independência dele, de sua algazarra, de sua facilidade em fazer amigas. Medo de que ele não precise de você. Medo de ser uma brincadeira dele quando fala sério ou que banque o sério quando faz uma brincadeira. Medo do cheiro dos travesseiros. Medo do cheiro das roupas. Medo do cheiro nos cabelos. Medo de não respirar sem recuar. Medo de que o medo de entrar no medo seja maior do que o medo de sair do medo. Medo de não ser convincente na cama, persuasiva no silêncio, carente no fôlego. Medo de que a alegria seja apreensão, de que o contentamento seja ansiedade. Medo de não soltar as pernas das pernas dele. Medo de soltar as pernas das pernas dele. Medo de convidá-lo a entrar, medo de deixá-lo ir. Medo da vergonha que vem junto da sinceridade. Medo da perfeição que não interessa. Medo de machucar, ferir, agredir para não ser machucada, ferida, agredida. Medo de estragar a felicidade por não merecê-la. Medo de não mastigar a felicidade por respeito. Medo de passar pela felicidade sem reconhecê-la. Medo do cansaço de parecer inteligente quando não há o que opinar. Medo de interromper o que recém iniciou, de começar o que terminou. Medo de faltar as aulas e mentir como foram. Medo do aniversário sem ele por perto, dos bares e das baladas sem ele por perto, do convívio sem alguém para se mostrar. Medo de enlouquecer sozinha. Não há nada mais triste do que enlouquecer sozinha.Você tem medo de já estar apaixonada.”

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Beautiful



"I am beautiful no matter what they say
Words can't bring me down
I am beautiful in every single way
Yes, words can't bring me down
So don't you bring me down today

(...)

You are beautiful no matter what they say
Words can't bring you down
You are beautiful in every single way
Yes, words can't bring you down
So don't you bring me down today...

(...)


'Cause we are beautiful no matter what they say
Yes, words won't bring us down
We are beautiful in every single way
Yes, words can't bring us down
So, don't you bring me down today! "

(Beautiful - Glee)

domingo, 23 de janeiro de 2011

You! Me! You!

"My head says:
'Who cares?'
But then my heart whispers:
'You do, stupid'."

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Almost a perfect week...


"Tudo que é bom dura pouco...
...Mas dura o tempo suficiente para ser inesquecível"

Postado por: Sophia Wright

I'll miss this days..


"The time has come
For closing books
And long last looks must end
And as I leave
I know that I am leaving my best friend"
(To sir, with love)

Sophia Wright

sábado, 15 de janeiro de 2011

...


"O meu amor eu guardo para os mais especiais. Não sigo todas as regras da sociedade e às vezes ajo por impulso. Erro, admito. aprendo, ensino. Todos erram um dia: por descuido, inocência ou maldade. conservar algo que faça eu recordar de ti seria o mesmo que admitir que eu pudesse esquecer-te."

(William Shakespeare)

Loneliness


"Se você se sente só, é porque ergueu muros
em vez de pontes"

(William Shakespeare)

Dores e doídos


"Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente"

(William Shakespeare)

Alone

When you feel alone, remember that...

Brincando...



"Vamos brincar de imaginar um mundo diferente?
As pessoas deixam de ser coisas e passam a ser gente!"

(Roberto Freire)

Desolação


Dói, dói demais

Ver triste episódio

Defronte a meus olhos

Se passar

Não! Não!

Não quero olhar!

Por favor, decida-se

Acatarei sua decisão...

Mas peço que de uma vez junte ou parta

Os pedaços de meu coração

Sinto-me caminhando

Para a beira de um penhasco

Não caí... ainda

Mas continuo andando, andando

E um dia lá hei de chegar

Não quero, claro!

Mas essa indecisão...

Saber ou não

O que vai acontecer?

Vou ser salva por você?

Ou vou cair e vai doer?

Muito pior é

Essa triste caminhada, impulsionada

Peço-lhe, por favor:

Decida e me avisa

Me empurre de uma vez,

Ou leve-me para casa

Mas não me deixe aqui...

Desolada

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Impulsiva..


"Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever? Acho que assim: vem-me uma idéia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se trata de intuição, mas de simples infantilidade. Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. Há um perigo: se reflito demais, deixo de agir. E muitas vezes prova-se depois que eu deveria ter agido. Estou num impasse. Quero melhorar e não sei como. Sob o impacto de um impulso, já fiz bem a algumas pessoas. E, às vezes, ter sido impulsiva me machuca muito. E mais: Nem sempre os meus impulsos são de boa origem. Vêm, por exemplo, da cólera. Essa cólera às vezes deveria ser desprezada; outras, como me disse uma amiga a meu respeito, são: cólera sagrada. Às vezes minha bondade é fraqueza, às vezes ela é benéfica a alguém ou a mim mesma. Às vezes restringir o impulso me anula e me deprime, às vezes restringi-lo dá-me uma sensação de força interna. Que farei então? Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou madura bastante ainda. Ou nunca serei."


(Clarice Lispector)

sábado, 8 de janeiro de 2011

Exagerada sempre...



”Exagerada toda a vida: minhas paixões são ardentes; minhas dores de cotovelo, de querer morrer; louca do tipo desvairada; briguenta e tô de mal pra sempre; durmo treze horas seguidas; meus amigos são semi-irmãos; meus amores são sempre eternos e meus dramas, mexicanos!”

(Clarice Lispector)

From: Jouuly.tumblr.com
By: Sophia